Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Viva a incompetência!

 

É este o nome do primeiro (e único) artigo que vou escrever sobre o que se passou em Portugal este verão.

 

Toda a gente sabe o que se passou! 

 

Falou-se muito e continua-se a falar!

Aliás em Portugal fala-se muito, mas faz-se pouco.

 

Em Junho de 2017 aconteceu algo único e que deveria ter servido de exemplo.

Incêndios, esses acontecem todos os anos infelizmente.

Mas mortes?!

 

Em anos passados chegava uma mão para contar as pessoas que morriam num incêndio. E geralmente essas pessoas eram apenas bombeiros, que apanhados pelas chamas, ou morriam no local ou não resistiam aos ferimentos no hospital.

 

Uma, duas, três mortes. Era esta a realidade com que nos deparávamos no passado!

 

Motivo de orgulho? Claro que não!

 

Razão para combatermos este flagelo e evitar que todos os anos o mesmo cenário se repetisse!

 

Mas não! 

Já diz o ditado "não deixes para amanhã, aquilo que podes fazer hoje".

 

Mas em Portugal esse ditado é só mesmo uma frase feita. Poucas pessoas a cumprem!

 

Nunca foi dada devida atenção aos danos pessoais e materiais que os incêndios, anos após ano, trazem a tantos portugueses!

 

Nunca!

 

E por isso mesmo, se até 2016, em todos os verões, havia dezenas de portugueses a perder o trabalho de uma vida, as suas terras, as suas casas, os seus animais, então o principal responsável é só um!

 

O responsável é quem manda neste país!

 

Ao londo das décadas, os principais responsáveis pelos estragos que os incêndios vieram a causar, são aqueles que nos governam!

É o partido que está no poder!

 

Até uma criança de dez anos sabe como é que se poderia reduzir drasticamente o número e o impacto dos incêndios em portugal!

Em vez de se gastar dinheiro em auto-estradas inúteis, aplicava-se um quinto desse dinheiro na proteção, planeamento e vigia de tudo o que é zona florestal!

 

Mas não aconteceu!

 

E por isso ano após ano, todos os verões, já se sabia o ia acontecer!

Nenhuma novidade!

 

Mas isto foi até 2016!

 

Este ano a história foi outra...

 

Este ano...

Foram mais de 500 mil hectares de área ardida...

Mais de metade da área ardida na União Europeia! 

 

Alguém tem noção do que são 500 mil hectares?

Um campo de futebol tem cerca de um hectar!

São 500 mil campos de futebol...

Lisboa, a capital de Portugal, tem 10 mil hectares...

 

É preciso mais algum exemplo?! Penso que não... dá para ter noção do que ardeu!

 

Mas o problema não foi o que ardeu...

 

Este ano o principal problema foi outro!

 

Em Junho de 2016 as regiões de Pedrogão Grande e Castanheira de Pêra foram completamente dizimadas por incêndios.

 

Mas não foi só floresta que se perdeu..

 

Perderam-se 65 vidas humanas! Sessenta e cinco...

 

Perderam-se centenas de animais...

 

Perderam-se dezenas e dezenas de casas...

 

Isto a juntar aos milhares de hectares ardidos...

 

Algo nunca visto, algo impensável!

Algo que exigia uma tomada de posição rápida e medidas urgentes!

 Afinal de contas, Julho e Agosto ainda não tinham chegado!

 

Era isso que se esperava! Uma prevenção e um planeamento rápidos para evitar que algo semelhante pudesse acontecer semanas ou meses depois!

 

Julho passou. Agosto também! E nada de realmente significativo se registou! Falo obviamente ao nível de mortes...

 

Setembro chega também ao fim e o governo decide dar por terminado o período de vigilância aos incêndios!

 

Uma medida que mereceu alguns reparos na altura, uma vez que se continuavam a registar temperaturas muito elevadas e as previsões não apontavam para uma mudança, no que às condições climatéricas dizia respeito.

 

Ora, duas semanas depois do início de Outubro, Portugal vê-se novamente envolto numa série descontrolada de incêndios. Algo nunca visto, de tal maneira que foi mesmo considerado o pior fim de semana do ano!

 

Nas notícias começavam a surgir relatos de pessoas a fugir aos vários incêndios que deflagravam de norte a sul, as imagens que a comunicação social começava a transmitir mostravam mais uma vez momentos de inferno vividos por populares, bombeiros e animais.

 

As primeiras mortes confirmadas apareceram!

 

Começou a perceber-se que o que se tinha passado em Junho se estava a repetir!

 

Resumo: 45 mortes, aldeias destruídas, centenas de casas em cinzas, milhares de animais mortos, centenas de milhares de hectares ardidos!

 

Foi isto que se voltou a passar! 

Uma verdadeira vergonha! 

Não há palavras para descrever a falta de qualidade das pessoas que lideram este país!

 

E o principal responsável por aquilo que aconteceu chama-se antónio costa, que nem merece que eu escreva o seu nome com letras maiúsculas.

 

Se em Junho ainda se admitia o benefício da dúvida, deixar que o mesmo erro se repetisse não tem qualquer tipo de perdão.

Este duplo erro tirou a vida a mais de 100 pessoas! O resto nem é importante comparado com vidas humanas.

 

O mínimo que se esperava era pedir desculpas e demitir-se...

 

Mas nem um pedido de desculpas e um assumir da culpa foi capaz de fazer em condições!

 

Quanto mais falar em demissão! Nem se esperava mais de alguém que fez de tudo para chegar ao "poleiro". 

 

Mas para resumir a incompetência de quem nos governa, deixo aqui uma música cantada por Fausto Vasconcellos, ao ritmo de Coldplay.

 

Está lá tudo o que interessa!

Reflitam!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38

Está de volta!

Passado quase um mês este "livro" vai conhecer mais um capítulo!

 

Terceiro capítulo!

 

Estive uns dias ausente, devido a 3 exames em apenas 5 dias! Absolutely insane! E por isso estive quase uma semaninha sem por as mãos por "aqui".

 

Acredito que as "novidades" se tenham centrado muito nos incêndios que dizimaram grande parte da zona centro do país!

Acho que neste momento, o mais importante é existir um apoio constante àqueles que, direta ou indiretamente, se viram afetados por esta tragédia!

Uma tragédia ímpar, sem precedentes e com um desfecho demasiado mau!

 

Mas vou tentar desviar um bocadinho o assunto!

 

Acho uma boa altura para iniciar o terceiro artigo do "enGINheiro em ação"

 

"Renováveis já criaram quase 10 milhões de empregos"

 

Bem não sei se perceberam bem a importância desta frase de apenas oito palavras...

 

Conseguir juntar energias renováveis e empregabilidade é notável! 

 

De forma muito simples, energias renováveis são aquelas que podem ser obtidas através de recursos naturais inesgotáveis!

Consiste em pegar em recursos naturais com os quais estamos habituados a lidar quase diariamente como o sol, o vento, a chuva, as marés e conseguir extrair delas energia!

Claro que a energia não aparece do nada!

É necessário uma série de processos, altamente especializados, para se chegar à energia verdadeiramente útil! Aquela que nos permite ter luz em casa durante a noite, ou que nos permite tomar banho de água quente, ou que permite a existência de telemóveis ou computadores e podia continuar e não sair daqui!

 

A verdade é que as energias renováveis são energias "limpas"! Limpas porquê??

Porque em primeiro lugar não são poluentes! Logo a sua utilização não irá interferir com o "bem-estar" do nosso planeta e em segundo lugar são recicláveis! Isto é, não esgotam, não acabam, são infinitas!

 

Então se as energias renováveis têm tantos aspetos positivos porque não se usam em maior escala?

Porque é que se continua a utilizar o petróleo e o gás natural de forma desmesurada, mesmo sabendo que estes têm um prazo de validade inferior a 70 anos?

 

Bem a resposta é simples!

 

A produção de energias através de recursos naturais é "afetado" por um rendimento ou por uma eficiência extremamente baixa!

 

Por exemplo, os painéis fotovoltaicos (painéis solares), que utilizam a energia solar para a transformar em energia elétrica têm um rendimento entre os 10 e os 15%. Isto significa que apenas essa percentagem de energia é aproveitada de forma útil. O resto, ou seja, mais de 85% da energia produzida não será utilizada para o objetivo proposto e "perde-se" de diversas formas para o exterior...

 

Ora, este é o principal problema destas energias! Rendimentos demasiado baixos, que não compensam a sua utilização, uma vez que o dinheiro que se investe neles inicialmente, só terá retorno ao fim de largos anos!

 

Este é o principal ponto de análise deste tema e sobre o qual se têm tentado obter resultados mais entusiasmantes, porque o futuro passa por aqui! Disso ninguém pode ter dúvida!

 

Só em Portugal a área das energias renováveis já criou mais de 50 mil empregos! Corresponde à capacidade do estádio de Alvalade, por exemplo!

É notável!

 

Estamos a falar de uma área em expansão! Uma área que ainda não assumiu o seu lugar de destaque, mas que para lá caminha!

 

Daqui a menos de 15 anos, espera-se que atinja os 90 mil empregos criados!

 

Em todo o mundo já foram criados quase 10 milhões de empregos nesta área! 

É o equivalente à população portuguesa!

 

É o futuro!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03

Gonçalo!

Gonçalo Conceição!

 

Não, não é nenhuma figura pública, ou futebolista, ou político ou algum empresário de sucesso... não é nada disso.

 

Era bombeiro!

Era...

O verbo está correto. É dramático ter que conjugar o verbo ser no pretérito imperfeito do indicativo... 

 

Gonçalo faleceu ontem!

Deu tudo o que tinha para combater o incêndio em Pedrogão Grande.

Deu a própria vida para ajudar pessoas em dificuldade, em sofrimento, em desespero.

Arriscou a vida. E perdeu-a...

 

Este é daqueles momentos em que todos nós devemos fazer um minuto de silêncio.

Um acontecimento destes é desolador. 

É das profissões mais nobres que existem. Muitos deles voluntários... Sem receberem um tostão.

E ainda acontece isto...

 

Deixa a mulher e um filho... 

 

As palavras até custam a sair. Parece que até o teclado do computador percebe a delicadeza do assunto e não ajuda a desenvolver.

 

Às vezes o silêncio consegue ser verdadeiramente ensurdecedor. Este é o caso!

 

Um obrigado é muito pouco. Muito pouco!

 

Descansa em paz Gonçalo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:49


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D